domingo, 31 de outubro de 2010

CONTRA TUDO E CONTRA TODOS!



Académica 0 _ FC Porto 1 (Varela)
+ Toda a Equipa do FC Porto e adeptos no estádio!
_ Duarte "penalty apapoilado por bolada na cabeça
que afastou o Estrela da Taça da Bejeca" Gomes
(fotos maisfutebol)

3 comentários:

Armando Pinto disse...

Apesar das tentativas de prejudicar o F. C. Porto, obrigando à realização do jogo naquelas condições impraticáveis, o Porto venceu em Coimbra e manteve a distância dos mouros, mostrando que, apesar do que eles querem fazer crer, o Porto é que faz pressão sobre eles, porque não perde como eles tanto queriam...
Ridículas as afirmações do Jorge Costa e dos futebolistas da Académica, no final do jogo; mas se dos jogadores ainda se entende, porque dos que mais se mostraram lixados bem se sabe que simpatizam com a mouraria, já o Bicho mostrou que é um ingrato e esquecido do seu percurso, demonstrando nunca mais merecer qualquer simpatia da malta do Porto. Pelo menos para mim, embora sem esquecer o que foi quando jogador, mas sem qualquer admiração como treinador espalha-brasas e antipático.
Grande vitória do FCP e agora venham os gayvotas para os arrumarmos de vez!!

P. Ungaro disse...

Bom Dia,

Antes de maisacho que o jogo não se devia ter realizado. Foi provavelmento dos piores jogos que ja vi. Provavelmente o arbitro achou que talvez fosse uma forma de nos limitar. Para alem do golo anulado e por ai fora.
Do jogo em si extraio mais uma vez a vontade de ganhar a raça e a entrega de todos, porque jogo jogado não houve.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

Dragaopentacampeao disse...

O FC Porto demonstrou toda a sua força e classe, mesmo em condições adversas para a prática do futebol.

Este jogo trouxe-me à lembrança a fantástica epopeia de Tóquio, em Dezembro de 1987. A final da Intercontinental disputada sob um manto de neve!.

Pois bem, na neve, na água ou num belo relvado, os Dragões mostram a sua raça.

Vitória mais que justa e até escassa face às oportunidades desperdiçadas.

O meu destaque vai para o enorme espírito de sacrifício, de entreajuda e do querer vencer, que todos os jogadores portistas evidenciaram, demonstrando fibra de campeões.

Um abraço