sexta-feira, 27 de agosto de 2010

3 x Hulk

FC Porto 4 (Hulk 3 + Fernando) Genk 2

+ Hulk, Moutinho, Sousa, Belluschi e Sapunaru.
Colectivo (90 min. a bombar)
- Ultras aparolados do Genk (bombas para cima de crianças brrrrrr)

3 comentários:

ultrafcporto disse...

Um começo menos favorável para a nossa equipa, mas sem dúvida que depois dos percalços resolvidos, a nossa equipa foi e é arrasadora. Um Fernando que valeu por os 4 do meio campo sem dúvida excelente em campo. E um Hulk demolidor, mas ainda um pouco guloso. Venha a próxima fase da Liga Europa, mas primeiro a vitória sobre o Rio Ave é já o que importa, acumular + 3 pontos na tabela classificativa do campeonato nacional.

Cumprimentos,
Ultrasfcportomatosinhos

Dragus Invictus disse...

Boa tarde não vi o jogo,

O que sei é do pequeno resumo que vi, e do que li agora aqui.

Os dois golos sofridos pela nossa equipa, são inadmissíveis. Muito mal o centro da defesa na antecipação ao avançado que marcou por duas vezes.

Quanto ao Hulk ... bem este esquema de 4-4-2 dá-lhe mais liberdade de aparecer onde quer que seja, sempre lançado em velocidade pelos colegas de meio campo.

Estou de acordo que com a qualidade dos nossos médios, se calhar este esquema táctico vá-se afirmar, embora Villas Boas saliente a aposta no 4-3-3:

«Não é dúvida para ninguém que a opção da equipa técnica passa pelo 4x3x3. Culturalmente, o jogador português e os que jogam em Portugal estão mais habituados a essa táctica. Nesse sentido, é o sistema preferencial. Mas os jogadores são evoluídos e permitem fazer alterações como têm visto, até dentro do próprio jogo. Quando assim é, eu é que tenho de fazer a gestão de recursos».

Sei que este nosso Porto é tacticamente flexível, o que é uma enorme vantagem!

Passa em momentos do jogo de um 4-3-3 para 4-4-2 com enorme facilidade e sem perder qualidade, tudo fruto da qualidade técnico-táctica dos nossos centro campistas.

Relembro que Mourinho em 2003/2004 utilizava o 4-3-3 em Portugal, e 4-4-2 na Europa ... com os resultados que conhecemos.

O 4-3-3 permite meter mais velocidade e abrir o jogo contra equipas fechadas.

O 4-4-2 permite-nos controlar e dominar os jogos com mais consistência e mais posse de bola.

Este Porto promete ... mas há que corrigir os erros no centro da defesa.

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Dragaopentacampeao disse...

Para quando uma nova exibição comparável com a da Supertaça?

Este FC Porto, continua em progressão lenta, alternando coisas más com coisas boas. Entram demasiado confiantes, lentos e desconcentrados. Esta atitude acaba por ter reflexos negativos, como se viu neste jogo frente a uma equipa que se apresentou bastante desfalcada. Não havia necessidade!...

Depois de acertadas algumas agulhas a normalidade aconteceu, com a maior classe e superioridade a virem ao de cima.

Fernando e Hulk foram as estrelas mais cintilantes da noite.

Inqualificável a atitude inicial dos adeptos belgas que mereceram por inteiro a carga policial para os pôr na ordem.

Um abraço